Indígenas bloquearam estrada de chão batido KM 10 após nota do MPF

Devido à manifestação do Ministério Público Federal que reconhece como legítima a eleição que resultou como Cacique da Reserva Indígena do Guarita, Carlinhos Alfaiate, um grupo de pelo menos 50 indígenas realizaram um protesto na estrada de terra que liga a ERS-330 ao setor do Km 10, em Tenente Portela.

O protesto que segundo a Brigada Militar foi com bloqueio parcial da estrada vicinal não interferiu na circulação de veículos pela rodovia estadual.

Em, contato por volta das 11 horas da manhã desta quinta-feira com o comandante da Brigada Militar em Tenente Portela fomos informados de que não havia movimentação de indígenas no local, e que apenas haviam alguns galhos de arvores sobre a estrada de chão batido.

Segundo o registro efetuado pela Brigada Militar na por volta das 21 horas e 10 minutos de ontem da conta de que: Trata-se de Protesto Indígena com bloqueio de pista. A guarnição policial foi informada de um possível bloqueio de pista na RS-330 nas proximidades da via de acesso ao Setor Km 10, Terra Indígena do Guarita.

Ao fazer contato no local, foi visualizado aproximadamente cerca de 50 indígenas, os quais permaneciam bloqueando a entrada do Setor Km 10, porém na rodovia o trânsito fluía sem alterações.

Em contato com a liderança, Sr. Cirilo Joaquim, Capitão Geral, este informou que o motivo do protesto foi devido a uma nota da Procuradoria da República de Palmeira das Missões, sendo que não concordavam com a mesma e solicita providências para nomear Vilmar Sales como Cacique.

Que até o momento o protesto se mantinha pacífico, somente com um bloqueio parcial na entrada do Setor Km 10.

Ressalta-se porem que a informação inicial era de ontem a noite mas que pela manhã de hoje já não haviam mais manifestantes no local.

Valdemir Ribeiro do nascimento e CRPO

Mostre Mais
Close